Chegou uma multa de trânsito, e agora?

Tempo de leitura: 3 minutos

Todo gestor de frota já passou por isso, chegou uma multa de trânsito, e agora o que eu faço? Nos últimos anos, a indústria das multas no Brasil cresceu muito, segundo o site maparadar.com, são mais de 13 mil radares espalhados em todo o País.

Os motivos das multas são vários: transitar acima da velocidade, dirigir falando ao celular, conversões proibidas, atravessar o semáforo vermelho, trafegar em áreas de rodízio, entre outros. Basta um pequeno descuido do condutor, para que ele receba uma multa.

Quando a multa chega à empresa, as perguntas são sempre as mesmas:

  • Quem estava utilizando o veículo na data do evento?
  • Como farei para descobrir o condutor?
  • Preciso obrigatoriamente, reconhecer o condutor da infração?
  • A empresa pode ou deve descontar o valor da multa do funcionário?

Bom, vamos lá! Agora irei responder e esclarecer todas essas questões.

Em primeiro lugar, sua empresa precisa ter uma política de uso do veículo bem definida, e lá deve constar, que as infrações de trânsito são de responsabilidade do condutor. Sendo assim, você poderá até descontar a multa do funcionário. Clique aqui e baixe um modelo de “termo de responsabilidade.

Para saber quem estava conduzindo o veículo na data da infração, você pode consultar a planilha de controle de utilização do veículo. Se você não localizou a informação ou não faz esse controle, terá que perguntar aos colaboradores e contar com a lembrança e honestidade deles. Para acabar com essa dificuldade, o Contele Rastreador tem um recurso, que identifica o condutor a cada trecho dirigido, através de um chaveiro individual, com isso, é só consultar no sistema para obter essa informação.

Se o veículo estiver em nome da empresa, você terá que identificar o condutor da infração. Esta ação não é obrigatória, porém, caso não faça, sua empresa receberá outra multa, no mesmo valor, pela não identificação do condutor.  

Dica 1: É importantíssimo você ter um controle de todos os condutores, com o nome completo, RG, CPF, número da CHN e data da validade da CNH. Com isso ficará mais fácil preencher o “Formulário de indicação do condutor”. No Contele Rastreadores, existe um local onde você cadastra o motorista, e o sistema lhe envia um e-mail, avisando sobre o vencimento da CNH do colaborador.

Cadastro de motorista

Dica 2: É importante implantar um programa de reconhecimento para os melhores condutores. Veja o post O que fazer com a informação de velocidade excedida.

Independente das multas por infrações de trânsito, os condutores devem ser incentivados a dirigirem corretamente, pois esta ação irá prevenir acidentes e o desgaste excessivo do veículo. Veja post sobre o assunto.

É possível saber se está tendo excesso de velocidade, através de um sistema de rastreamento para gestão veicular.

E se você ainda tem dúvidas se o sistema se paga, clique aqui e veja mais um post especial sobre este assunto.

Se você for cliente da Contele Rastreadores, fique tranquilo, que nossa consultoria de pós venda irá lhe orientar passo a passo, nessa missão de redução de custos.

Se você ainda não é nosso cliente, acesse contelerastrador.com.br e faça sua contratação agora!

Espero ter ajudado! Deixe seu comentário ou faça sua pergunta, que eu terei o maior prazer em responder. Ah! e se você gostou, compartilhe! Isso nos permitirá continuar produzindo mais conteúdos, ajudando e informando ainda mais pessoas.

Muito obrigado e até breve!