[Planilha grátis] Como calcular o custo do KM rodado

Tempo de leitura: 3 minutos

Saber o custo real do KM rodado de sua frota é importantíssimo para calcular o custo de sua operação.  

Neste post irei te ajudar a fazer este cálculo, e também te disponibilizar uma planilha para download grátis. 
Link para download: https://exclusivo.contelerastreador.com.br/download-custo-do-km-rodado/
E com esta planilha você ainda vai saber quanto seu veículo custa por mês!

O custo por KM rodado é o resultado de todos os custos envolvidos para se manter a frota, dividido pelo total da quilometragem rodada.

Valor por KM rodado = (custo fixo + custo variável) / pelo total de km rodado)

O principal conceito para definir se um custo é fixo ou variável é bem simples: Se o veículo ficar parado, este custo irá existir e será igual usando o não usando o veículo?

Se a resposta for sim, o custo é fixo. Caso contrário, o custo é variável.

O custo variável é aquele que aumenta ou diminui conforme a utilização do veículo: Ex.: Combustível, Pneus, Óleos…

O custo fixo não se altera de acordo com a quantidade do uso. Ex.: IPVA, Licenciamento, Seguro etc.

Por este motivo, quanto mais seu veículo rodar, menor vai ser o custo do KM rodado, pois o custo fixo é diluído na quantidade da quilometragem total.

Clique aqui e faça o download da planilha para o cálculo do custo do Km rodado!

Preenchimento da planilha:

Esta planilha está totalmente destravada e sem senha. Você pode preencher e alterar de acordo com o perfil de sua empresa.

Você só precisa preencher as células pintadas de amarelo. O restante a planilha calcula automaticamente.

O preenchimento é bem simples e intuitivo, porém, alguns campos merecem uma explicação.

Manutenção:

As despesas com manutenção são as mais difíceis de se calcular.

Na falta de dados dos valores de peças e de mão de obras para os serviços, estima-se que este custo gire em torno de 10% a 12% do valor atual do veículo, por ano.

Depreciação:

Todos os anos o seu veículo irá valer menos, porém, essa depreciação não tem um valor padrão.

No início a depreciação é maior, depois vai diminuindo. Ex: 1º. ano 20%, 2º. ano 15%, 3º. ano 10%…. Vai depender muito do tipo do veículo.

Para fazer o cálculo correto, coloque no campo da depreciação o valor estimado de venda do veículo após o período que você pretende ficar com ele.

Os sites de vendas de veículos na web podem ajudar a definir esse valor.

Salário do motorista:

Precisa ser contabilizado com os encargos (CLT), caso o motorista seja dedicado a esta função.

Caso seja um técnico ou um vendedor que esteja usando o veículo apenas para se transportar, coloque “Não” na célula do motorista.

Remuneração do capital:

É preciso considerar o investimento imobilizado no veículo. Se este dinheiro estivesse investido, quanto seria o rendimento?

Quando você compra um veículo, esse rendimento que você não tem é considerado como custo do dinheiro.

Custo administrativo:

É a mão de obra administrativa que cuida dos veículos na empresa. Toda a parte de pagar contas e fazer a gestão referente a frota, tem um custo.

Este cálculo é bem complexo, porque muitas pessoas não são dedicadas a gestão da frota, e por isso o mercado assumiu um valor entre 5% a 10% do custo total (custo fixo + custo variável).

Se você não tiver todas as informações para calcular o seu custo do KM rodado, você pode utilizar um sistema como o Contele Rastreador.

Com ele, além de ter informações online sobre seus veículos, você saberá quanto cada veículo roda. Basta acessar o relatório de KM no sistema.

Quer mais planilhas grátis? Veja este post:

TOP 3 – As planilhas mais baixadas em nosso blog

Espero ter ajudado!

Deixe seu comentário ou faça sua pergunta que eu terei o maior prazer em responder.

Ah! E se você gostou, compartilhe!

Isso nos permitirá continuar produzindo mais conteúdos, ajudando e informando ainda mais pessoas.

Muito obrigado e até breve!