Rastreador Veicular: Instalação Sigilosa ou Informada?

Hoje mostraremos mais um vídeo criado para ajudar você com as dificuldades do dia a dia na gestão de sua frota.

Este é o primeiro vídeo da série “Relacionamento com o Motorista”, separamos pra você casos reais de uns de nossos clientes com o tema polêmico “Na instalação do rastreador devo informar ou não o meu motorista que está sendo monitorado?”.

Confira com o nosso CEO da Contele GV, o eng. Julio César dois casos diferentes sobre decisões tomadas na hora da implantação de um sistema de rastreamento nas empresas.

 

Instalação do Rastreador – Qual melhor maneira de comunicar seus funcionários

É muito comum, um gestor em um momento de tomada de decisão, ao começar a utilizar um rastreador em sua empresa,se deparar com a questão: “E agora? Informo ou não o meu motorista que instalei um rastreador em seu veículo?”. Neste conteúdo abordaremos o tema e a melhor maneira de comunicar seus funcionários sobre a instalação do rastreador em seus veículos.

Calma, você não é o único que tem esta dúvida.

Hoje o Eng. Julio César através de sua vasta experiência na área, nos mostra dois casos comparativos para desmontar este ponto de interrogação. Confira!

No primeiro, um gestor desconfiado que seu funcionário estava fazendo trajetos alternativos e utilizando o veículo da empresa para uso pessoal, resolve colocar um rastreador no veículo. Porém informou ao seu funcionário o que estava fazendo, até para transparecer que tinha conhecimento do que ele fazia.

Para surpresa do gestor, este funcionário começou a ser mais responsável e cumprir rigorosamente as normas e procedimentos da empresa. Por receio talvez, mas com esta atitude, ele ganhou produtividade, comprometimento do colaborador e evitou transtornos com uma demissão no seu quadro de funcionários.

Já no segundo caso, o gestor instalou um rastreador no veículo de um colaborador, mas sem pensar em pegá-lo em algo errado. Até porque este motorista nunca havia dado problema para ele, neste caso não informou que o veículo estava sendo monitorado.

Foi surpreendido também, só que de uma forma negativa.

Quando começou a ver os relatórios no sistema do rastreador, percebeu várias irregularidades na jornada de trabalho do motorista. E, ao questioná-lo não obteve as respostas que esperava. Isto causou a queda na credibilidade do funcionário e consequentemente sua demissão.

Como pode perceber são dois casos distintos, mas que nos mostram que acima da gestão de frota ou de monitorar a equipe através de um rastreador, decisões na gestão de pessoas podem ser importantes.

Sabemos que toda empresa tem bons e maus funcionários, só que os valores da empresa, neste caso a transparência, tem que sempre ser evidentes. Isso faz faz com que os funcionários fiquem mais motivados e seus indicadores sejam alcançados.

Bom pessoal, ficamos por aqui. Não deixem de acompanhar nosso canal, sempre tem novidade e conteúdo relevante para você!

 

Acesse nosso site e confira mais sobre o melhor rastreador veicular do mercado o Contele GV

contelerastreador.com.br/gv

Obrigado

2 Comentários


    1. Oi Wanderlucio, obrigado pelo comentário. Não conheço o site citado, somente o contelerastreador.com.br

Comentários encerrados.