Saiba como extrair os melhores resultados das rotas de um rastreador

Saiba como extrair os melhores resultados das rotas de um rastreador

Se você faz parte da grande massa que não tem um sistema de gestão de frotas ou dos que tem, mas nunca acessa, esse post é para você!! Com este conteúdo, você conseguirá extrair os melhores resultados das rotas de um rastreador.

Você ficará surpreso com o que pode ser feito somente analisando as rotas da forma correta e com os recursos certos.

Atualmente 56% de todo o transporte interno do Brasil é rodoviário. Devido a isso, o custo logístico do Brasil é o maior do mundo.

Na maioria das empresas que tem veículos, o custo total da frota é o 3° maior na composição de preço do seu produto final.

Se o custo da frota é tão alto, o que poderia fazer a diferença na redução desse custo?

Se você pensou em tecnologia , resposta certa! Porém, implantar essa tecnologia é fácil, mas saber colher os resultados certos, nem sempre.

Por isso, selecionei esse tema que serve para quem ainda não tem um rastreador e pensa em colocar.

Este tema também é para quem já tem um rastreador instalado, mas atualmente não explora o serviço como gostaria.

Quando você tem uma tecnologia que permite saber as rotas que o seu veículo rodou, é possível analisar informações estratégicas. Isso é importante para aumentar sua produtividade e reduzir seus custos.

Meu objetivo com este post é fazer com que você aproveite ao máximo seu tempo ao analisar uma rota. Assim como explorar todas as informações possíveis para aumentar sua produtividade e reduzir seus custos.

Estou definindo como redução de custos não só o combustível, mas todos os custos operacionais variáveis como: óleo, pneus, manutenção, multas, acidentes e etc…

Existem basicamente dois motivos para se analisar uma rota:

Um deles é por uma questão de aumento de produtividade, e outro, por uma questão de auditoria. Ambos refletem diretamente na redução de custos.

Normalmente, o ponto inicial é buscar um percurso através de uma data e horário para analisar o trajeto do veículo. Além do percurso feito pelo veículo é possível também, analisar outros fatores que vão lhe ajudar muito na sua gestão.

A primeira informação que eu vejo, é se o percurso foi feito corretamente, depois analiso a distância percorrida, o tempo, e a velocidade média do trecho.

Na imagem abaixo, a rota foi feita várias vezes ao dia, por uma empresa de ônibus.

O trecho percorrido foi de 10,92 Km e durou 42 minutos para ser concluído. Com essas informações já é possível planejar os custos da operação e dimensionar melhor a sua frota.

Rota ônibus

Também é importante verificar, quanto tempo por dia o veículo é utilizado, para saber se existe alguma ociosidade na frota. Os sistemas de rastreamento costumam trazer essa informação no resumo dos relatórios de rotas, porém, existem outras formas de analisar um trajeto. Por exemplo, quando o objetivo é sair de um ponto e chegar em outro da forma mais rápida, é importante utilizar o recurso de “melhor rota” do sistema, Veja o exemplo abaixo:

Melhor Rota

A rota em azul, foi feita pelo veículo na data e hora indicada na imagem e a rota em verde, é a sugestão de “melhor rota” do sistema. Neste caso já considerando o trânsito na hora e no dia do percurso.

Somente neste simples exemplo, podemos ver uma diferença real de 8,72 Km contra 6,7 Km, equivalente a 23% menos em distância. Além da economia em tempo e em combustível.

Agora, multiplique essa análise por várias rotas ao dia, por todos os dias do mês e por todos os veículos. Já imaginou o tamanho dessa economia no final de 1 ano?

Muitas vezes, é importante analisar detalhes desse percurso, principalmente quando existem trechos muito sinuosos.

No mapa acima, através do Scroll whell (“rodinha” do mouse), você pode dar zoom na rua ou pode usar também o recurso Street view da Google, para ter a visão de quem passou por lá e obter outras informações.

Outro dia um cliente descobriu que apesar do seu motorista nunca extrapolar a velocidade máxima, ele andava a 80 km/h em uma rua de terra. Uma chance enorme de causar um acidente e que, dificilmente, o gestor saberia dessa conduta sem o recurso Street View. Um recurso que está presente somente nos sistemas que utilizam os mapas da Google e que são homologados para isso.

Street View

Nos casos de viagens onde os trechos são maiores e envolvem estradas, o mais importante é verificar a velocidade máxima do percurso, mas olhar a velocidade média também é importante, pois com ela podemos saber se houve muito trânsito. (veja imagem abaixo)

Dica: Se a velocidade média estiver muito abaixo da velocidade máxima (50%), provavelmente, o veículo ficou parado no mesmo lugar por muito tempo com o motor ligado!

O veículo parado com motor ligado, polui o meio ambiente e desperdiça combustível ($$$).
Alguns condutores quando querem parar em algum local e não querem que apareça no sistema, eles não desligam o veículo. Porém, para isso já existe um outro recurso chamado “Tempo de parada excedido” existente em muitos sistemas de rastreamento.

Rota detalhada

Para que todo o planejamento saia correto, é vital que você utilize informações reais e confiáveis. No exemplo abaixo podemos ver o mesmo percurso em 2 sistemas diferentes. Fizemos este teste instalando dois rastreadores no mesmo veículo para podermos fazer esta comparação.

A diferença é muito grande entre os sistemas, a rota em vermelho passa por cima das quadras como se o veículo estivesse “voando” e não andando no meio da rua. Com isso todas as informações de distância e rota real ficaram prejudicadas. Isso acontece porque muitos equipamentos não armazenam as informações segundo a segundo para enviar ao sistema.

Já na rota em azul, o equipamento armazena as coordenadas a todo instante e envia suas atualizações para o sistema com o percurso completo.

Comparação rotas

Infelizmente, a maioria dos equipamentos funciona igual ao demonstrado na rota em vermelho, então, se você está disposto a fazer um planejamento de verdade, se atente a este ponto!

Inicialmente pode parecer trabalhoso analisar as principais rotas da sua frota, mas não é, além de ser mais fácil do que você imagina,financeiramente, posso lhe garantir que vale muito a pena!
Existem depoimentos de clientes que chegaram a reduzir em 30% o custo de combustível, outros me relataram que, com essas análises e com esse planejamento, foi possível reduzir a frota em 10% no número de veículos.

Se mesmo assim você ainda não se convenceu, aqui vai uma ótima notícia!

Com poucas configurações, você pode ter as principais informações chegando em seu e-mail e não ter que entrar no sistema toda hora para ver o que aconteceu.
Basta configurar as “cercas eletrônicas”, os limites de velocidades, os tempos de paradas entre outros recursos, mas….. este assunto é tema para outro post.

Tenho certeza que você conseguirá extrair os melhores resultados das rotas de um rastreador.

Agora que eu compartilhei a minha visão, gostaria de ouvir a sua opinião!!

Deixe seu comentário ou faça sua pergunta, que eu terei o maior prazer em responder. Ah! e se você gostou, compartilhe! Isso nos permitirá continuar produzindo mais conteúdos, ajudando e informando ainda mais pessoas.

Se ainda não é nosso cliente, e quer conhecer mais sobre como o nosso sistema de gestão de veículos pode lhe ajudar, clique em nossa página: Contele Rastreador.

Mais uma vez espero ter ajudado com esse post!

Caso não seja você o responsável pela frota da empresa, compartilhe com quem é, tenho certeza que esse conteúdo ajudará muito a sua empresa.

Tudo sobre Gestão de Frotas no YouTube

Se você é gestor de frotas ou simplesmente cuida dos veículos da empresa, e gostou do conteúdo deste post, gostaria de deixar um convite:

Inscreva-se no nosso canal sobre gestão de frotas no YouTube, onde semanalmente postaremos conteúdos exclusivos e gratuitos para você.

Tudo sobre Gestão de Frotas no Whatsapp

Além disso, você pode receber todos os conteúdos novos diretamente no seu Whatsapp.

Basta clicar no botão abaixo e nos enviar a mensagem, que iremos te enviar um aviso sempre quando sair um conteúdo novo.

Comentários encerrados.