Dentre diversas perguntas que me fazem sobre os veículos da empresa, umas das mais frequentes, é sobre os indicadores de gestão de frotas.

Esse, é definitivamente, um dos assuntos mais interessantes sobre a gestão dos veículos.

Existem muitos indicadores importantes para você acompanhar o desempenho dos seus veículos e, normalmente, as empresas buscam sistemas cada vez mais complexos para obter bons resultados.

E se eu falar para vocês que, utilizando apenas um indicador, é possível transformar toda frota de veículos e alcançar resultados incríveis?

O que é indicador na gestão de frota?

Se você está chegando agora no universo da gestão de frotas, e não sabe o que são indicadores, permita-me explicar:

Os indicadores chave de desempenho, também conhecidos pela sigla em inglês, KPI’s (Key Performance Indicators), são os principais indicadores de desempenho, relacionados às atividades da sua frota.

Analisando fatores como, a rotina dos motoristas e o custo que a empresa tem com a frota, é possível chegar em informações triviais, para a redução de gastos e aumento de produtividade com os veículos de uma empresa.

Transforme sua frota com apenas 1 indicador

Uma vez, participei de um grande evento sobre gestão de frotas.

Lá, tinham os representantes de diversas empresas com as maiores frotas do país.

Diversos gestores e diretores mostrando as mais complexas tecnologias sobre gestão..

painéis que mostravam mais de 300 índices por veículos e sistemas que identificavam até se havia passageiro no carro.

Mas o que me chamou a atenção, foi o diretor de uma grande frota, com mais de 400 veículo, que mostrou que a sua gestão era baseada somente em um único indicador..

O excesso de velocidade

O gestor da frota definiu um limite de velocidade, e alimentava uma planilha com os nomes dos motoristas e a incidência de excessos.

Para evitar o problema, o gestor enviava uma advertência para cada motorista que desrespeitasse o limite, fazendo assim a quantidade de excessos diminuir.

O gestor adotou a prática de reduzir o limite toda vez que os motoristas pareciam estar adaptados com a nova regra. 

Ou seja, a cada determinado período, o limite era menor.

O resultado

O gestor percebeu que, simples ações sobre o excesso de velocidade, podem contribuir para fazer a gestão diversos outros pontos em sua frota.

Com a atenção dos motoristas para velocidade, reduziu a quantidade de multas no trânsito, o que gerou redução de custos.

O consumo de combustível também caiu na frota, assim como os gastos com manutenção, que fez a empresa ganhar também em produtividade.

Além disso, com a velocidade controlada, o índice de acidentes na empresa foi reduzido, trazendo segurança também para o motorista.

O que podemos aprender

Na gestão de frotas, menos é mais

Não adianta ter um sistema com informações “legais” mas que, no dia a dia, se torna impossível acompanhar. 

A lição que eu tiro é, não importa o tamanho do seu orçamento, nem se você tem um sistema de rastreamento que entrega 300 informações.

É necessário conhecer bem sua frota, analisar suas atividades e definir um plano de ação.

A boa gestão se faz na prática, com a mão na massa!

Ainda falando sobre a importância da gestão simples e prática, eu fiz esse post aqui para o blog:

Gestão de Frotas do Amanhã: Mas e hoje?

Participe de Lives Semanais sobre Gestão de Frotas

Se você é gestor de frotas ou simplesmente cuida dos veículos da empresa, e gostou do conteúdo deste post, gostaria de deixar um convite:

Inscreva-se nas Lives Semanais sobre Gestão de Frotas, onde semanalmente postaremos conteúdos exclusivos e gratuitos para você.

Receba conteúdos no seu celular

Além disso, você pode receber todos os conteúdos novos diretamente no seu celular.

Basta clicar no botão abaixo e nos enviar a mensagem, que iremos te enviar um aviso sempre quando sair um conteúdo novo.

Autor

O meu nome é Julio César, CEO da Contele Rastreador e autor deste blog. Graduado em Engenharia Eletrônica e em Processamento de Dados e MBA em Gestão Empresarial pela FGV.