Os 3 Maiores gastos no custo mensal e KM rodado do Veículo: O terceiro vai te surpreender!

Os 3 Maiores gastos no custo mensal e KM rodado do Veículo: O terceiro vai te surpreender!

Você sabe qual é o custo mensal e o valor do km rodado dos veículos da sua empresa?

Na maioria dos casos, quem faz a gestão de frota tem sempre uma ideia, mas não sabem o real valor que cada veículo gera de gastos no mês e nem como isso impacta diretamente nos custos da empresa.

Para te ajudar a chegar nesse valor, eu vou falar dos 3 Maiores gastos no custo mensal e KM rodado do Veículo, o terceiro gasto vai surpreender você.

O que você deve considerar no cálculo:

O custo por km rodado é o resultado de todos os custos envolvidos para se manter a frota, dividido pelo total da quilometragem rodada.

Para chegar nesse valor, é necessário definir quais são os custos variáveis e quais são os custos fixos que você tem com cada veículo no mês.

O custo variável é o custo relativo à utilização do veículo, por exemplo: Combustível, Pneus, Óleo..

Já os custos fixos, são aqueles que não dependem da utilização de veículo, como impostos, licenciamento ou seguro, vamos ver mais detalhes:

Custos fixos:

  • Remuneração do capital;
  • Licenciamento + Seguro obrigatório;
  • IPVA;
  • Parcela mensal (caso seja financiado);
  • Seguro total opcional.

Custos variáveis:

  • Combustível;
  • Pedágio;
  • Multas;
  • Estacionamento;
  • Óleo do Motor;
  • Limpeza;
  • Pneus;
  • Manutenção.

Por esse motivo, quanto mais o veículo rodar, menor será o custo por km rodado, pois os gastos fixos serão diluídos na quantidade de quilometragem total.

Se você quer saber mais sobre o cálculo do km rodado, esse conteúdo que fiz aqui para o blog vai te ajudar:

Como calcular o custo do KM rodado

Ainda neste conteúdo, você vai ver os 3 Fatores que afetam o Custo Mensal e Km Rodado do Veículo e como isso influencia nos custos da frota.

3 Maiores custos do veículo:

Dentre diversos itens que você deve considerar no cálculo dos gastos com veículo a cada mês, existem 3 fatores que são principais influenciadores no valor final. 

Além dos de considerar os pontos citados acima, você deve ter atenção em nesses 3 custos:

  1. Combustível;
  2. Depreciação do Veículo;
  3. Remuneração do Capital (oportunidade);

1. Combustível:

Para se ter uma ideia, o combustível representa de 30% a 50% dos gastos totais de uma frota.

Além do constante aumento dos preços do combustível, o comportamento do motorista está diretamente ligado ao valor gasto com esse custo.

A boa notícia, é que existem maneiras de controlar esse custo estabelecendo metas para o consumo, nessa Live eu explico melhor:

2. Depreciação:

É um fato que seu veículo terá um valor menor a cada ano, porém o valor depende de cada modelo.

Para fazer o cálculo correto, coloque no campo da depreciação o valor estimado de venda do veículo após o período que você pretende ficar com ele.

Os sites de vendas de veículos na web podem ajudar a definir esse valor.

3. Remuneração do capital (oportunidade)

É muito comum esse item ser desconsiderado no cálculo do custo do veículo.

Alguns gestores mal sabem como esse custo afeta diretamente no resultado da conta.

A verdade é que, se colocado na ponta do lápis, o valor renunciado ao tomar a decisão de compra do veículo ao invés de utilizá-lo em outro investimento da frota, pode chegar a ser um dos custos mais altos da gestão.

Outros custos do veículo

Manutenção: 

É fundamental que você tenha os valores do que é gasto com a manutenção do veículo. 

Caso não tenha esses dados exatos, estima-se que este custo gire em torno de 10% a 12% do valor atual do veículo, por ano.

Salário do Motorista:

Se a sua empresa possui um motorista dedicado a esta função, você precisa considerar o seus encargos como parte do custo.

Atenção: para o valor ser fiel ao que realmente é gasto, é importante também considerar o custo da gestão.

Caso a sua empresa não tenha um colaborador dedicado a gestão dos veículos, deve considerar entre 5% a 10% do custo total do veículo como um custo administrativo.

Seu veículo custa mais de 3.000 reais por mês

Se colocar no papel o valor de cada gasto que listamos acima, facilmente o resultado será maior que 3.000 reais por mês

Porém, consideramos os custos para um veículo leve com o menor valor possível de cada item, apenas para base dos cálculos.

Para veículos pesados, outros itens ganham maior importância, como o custo do pneu, que pode chegar a ser o 2° maior gasto do veículo.

Nesse conteúdo, entendemos a importância de ter o controle de todos os custos da frota e mais importante, criar estratégias de redução. 

Essa preocupação deve ser maior se a sua frota for média ou grande, pois caso você ainda não faça esse controle, sua empresa está perdendo dinheiro.

Você pode utilizar a nossa Planilha para Cálculo de Custo Mensal do Veículo para chegar ao valor real do quanto é gasto com cada veículo da empresa:

Facilite a sua gestão de veículos com Lives semanais

Se você é gestor de frotas ou simplesmente cuida dos veículos da empresa, e gostou do conteúdo deste post, gostaria de deixar um convite:

Inscreva-se nas Lives Semanais sobre Gestão de Frotas, e aprenda métodos e técnicas, gratuitamente, que vão potencializar a sua gestão de veículos e condutores, reduzindo custos e aumentando a produtividade.

Receba conteúdos no seu celular

Além disso, você pode receber todos os conteúdos novos diretamente no seu celular.

Basta clicar no botão abaixo e nos enviar a mensagem, que iremos te enviar um aviso sempre quando sair um conteúdo novo.