Como usar o checklist para reduzir a manutenção dos veículos

Clique no play abaixo para ouvir o conteúdo do post:

Nesse post você irá aprender como usar o checklist corretamente na manutenção dos veículos da frota.

Essa técnica já é utilizada em grandes empresas, e ela reduz o custo total de manutenção dos veículos em torno de 16%.

E tanto eu quanto você sabemos da importância de ações que reduzem custos e evitam surpresas desagradáveis, como por exemplo, ficar com o veículo parado.

Leia até o final, pois preparei um presente para você!

Antes de sair explicando o que você deve fazer, é importante entender um pouco sobre a história da gestão de frotas e como tudo isso começou.

Em julho de 1947, o Comitê Técnico de Transportes e Manutenção da SAE – Society Of Automotive Engineers, divulgou um plano de manutenção a ser usado como guia, passando por adaptações necessárias a cada frota específica.

Até hoje esse plano é utilizado como instrumento básico, sofrendo apenas as necessárias adaptações e inclusões.

Basicamente, foram criados 4 sistemas de manutenção:

  • Manutenção de Operação;
  • Manutenção Preventiva;
  • Manutenção Corretiva;
  • Reforma Geral.

Manutenção de Operação

A Manutenção de Operação é basicamente usar o checklist da forma correta.

Ela tem esse nome porque é feita durante a operação do dia a dia.


Definição

Trata-se de uma série de verificações no veículo, a maior parte delas simplesmente visuais, e que deverão ser feitas toda vez que o veículo for utilizado.

Dessa forma, a manutenção de operação começa antes do uso do veículo, continua durante sua operação e se complementa após sua utilização.


Objetivo:

Garantir ao veículo condições primárias de operação, apontando eventuais falhas e impedido que o veículo seja colocado em operação, sem as condições desejadas.


Além disso, evitando o aceleramento de desgastes e possíveis acidentes, como por exemplo:

  • Motor fundido por falta de água ou óleo;
  • Bateria descarregada por falta de manutenção;
  • Desgaste elevado dos pneus por falta de calibragem;
  • Entre outros diversos que existem…

Quanto tempo demora:

A execução do Plano de Manutenção de Operação é basicamente o preenchimento de um checklist e leva em torno de 10 minutos.

Isso para ser feito de forma profissional, verificando todos os itens do plano.

Entretanto você pode determinar que esse checklist mais completo seja feito uma vez por semana, e no dia a dia fazer algo mais simples que leve em torno de 2 minutos.  

Como fazer:

Deve ser feito um plano, onde divide-se o veículo em componentes e itens  significativos e definir uma equipe responsável pela manutenção.

Mas, calma. Vamos te ajudar nessa parte!

Quem participa:

Todas as pessoas envolvidas nas atividades de manutenção, condução do veículo e você responsável pela gestão da frota.


Como implantar:


Primeiramente, divulgue o Plano de Manutenção de Operação como sendo de execução obrigatória.

Após isso, ensine os envolvidos como deverá ser feito (se necessário, chamar um mecânico).

No final, entregue um certificado aos que foram treinados para mostrar a importância do plano, e comprovar que estão aptos a executar a Manutenção de Operação.

Como controlar:

Um motorista controla o outro, pois a responsabilidade é sempre do último motorista que não registrou a irregularidade no veículo.

Exemplo de Plano de Checklist do Veículo
Checklist pode reduzir em até 16% o custo com Manutenção do Veículo

Exemplo de Plano de Manutenção de Operação


Carroceria:

  1. Verificar o funcionamento de portas e fechaduras em geral;
  2. Verificar o estado geral da carroceria, quanto a avarias;
  3. Verificar o estado das placas de licença e respectivas fixações;  
  4. Verificar o estado dos espelhos retrovisores;
  5. Verificar o estado do estofamento e do forro;
  6. Verificar o estado e funcionamento dos limpadores de para-brisa;
  7. Verificar o estado dos cintos de segurança. 

Sistema de freios e embreagem:

  1. Testar o funcionamento dos freios de pé e de estacionamento;
  2. Drenar a água do reservatório de ar (se houver freio pneumático);
  3. Verificar o nível de óleo do freio (freio hidráulico);
  4. Testar o funcionamento da embreagem;
  5. Verificar a folga dos pedais de freio e de embreagem;

Sistema Elétrico:

  1. Testar o funcionamento das luzes de freio e da placa, dos faróis, lanternas, pisca-pisca e buzina;
  2. Testar o funcionamento do motor de arranque;
  3. Verificar a fixação da bateria, respectivos bornes e nível de água;
  4. Verificar o funcionamento dos instrumentos, interruptores e luzes do painel.

Motor:

  1. Verificar vazamentos em geral;
  2. Verificar os níveis de óleo e de água, completando se necessário;
  3. Verificar o estado e tensão da correia do ventilador;
  4. Verificar o funcionamento dos comandos do acelerador e do afogador;
  5. Verificar o lacre da bomba injetora;
  6. Fazer o veículo funcionar;
  7. Se necessário, completar o combustível.

Pneus e Rodas:

  1. Verificar o estado dos aros;
  2. Verificar o estado e calibragem dos pneus;
  3. Verificar pneu sobressalente.

Ferramentas e Documentos:

  1. Receber e verificar as ferramentas, triângulo de segurança e extintor de incêndio;
  2. Receber e verificar os documentos do veículo e o boletim de veículo devidamente preenchido;
  3. Verificar o cartão de manutenção preventiva.


Agora que você já entendeu como funciona um Plano de Manutenção de Operação e está afim de reduzir 16% nos custos da manutenção de sua frota, vou lhe dar um presente! Clique aqui e faça o download gratuito da Planilha de Manutenção de Operação.

Imprima e deixe dentro de seus veículos.

Todo condutor deverá sinalizar a empresa quando algum dos 29 itens não estiver OK.

Clique aqui e faça o download gratuito do seu checklist.

Lembre-se de que esta prática já foi testada e aprovada por milhões de empresas que precisavam reduzir o custo de manutenção do veículos.

Então não deixe para depois, comece a implantação agora mesmo!

Se você quiser conhecer mais sobre como o nosso sistema de gestão de veículos pode lhe ajudar, acesse nossa página: Contele Rastreador.

Espero que você tenha gostado de mais esse post.

Muito obrigado e até breve!