Para chamar a atenção da diretoria em relação ao número de acidentes da frota, você precisa de um bom motivo, e o Maio Amarelo 2022 é uma ótima oportunidade para isso.

Neste post, vamos falar com o João Pedro Corrêa, idealizador do Programa Volvo de Segurança no Trânsito, para mostrar o que você pode começar a fazer hoje mesmo.

O que é Maio Amarelo?

Em 2011, maio foi definido como o mês da conscientização no trânsito pela ONU, após um estudo inédito demonstrar que houve cerca de 1,3 milhão de mortes por acidente de trânsito em 178 países, no ano de 2009.

Nesta data, governos e empresas de diversos setores unem esforços para mudar este cenário, realizando palestras e ações de segurança no trânsito para seus funcionários, principalmente aos motoristas, que rodam pelas estradas do país.

Para 2022, temos o desafio de diminuir o número de mortes e acidentes no trânsito, pois em 2021 tivemos 64 mil acidentes, contra 63 mil em 2020.

Acidentes em 2021 aumentaram no Brasil em comparação a 2020. (foto: David Melo/TV Morena)

Acidentes de trânsitos em frotas

Cada vez mais, as empresas se preocupam em como está sendo feita a direção dos veículos da frota.

Um único acidente consegue acabar com a meta semestral de uma empresa, pois envolve uma série de possibilidades, como:

  • Paralisação parcial da frota;
  • Gastos com manutenção (ou com um novo veículo);
  • Processos trabalhistas.
  • Mortes no trânsito.

Ninguém quer passar por uma situação como essa, e para evitar isso, trouxe para contribuir com este post o João Pedro Corrêa, especialista e consultor em programas de segurança no trânsito.

Pioneiro no assunto, em 1987 criou o Programa Volvo de Segurança no Trânsito, um dos maiores, senão o maior, programa de segurança no trânsito, que influenciou leis no CTB, como a obrigatoriedade do cinto de segurança em 1997, e a lei que tornou obrigatório o para-choque traseiro rebaixado e resistente nos caminhões.

Hoje em dia, o Programa está presente na Volvo e para seus clientes.

Como convencer a diretoria a investir em direção segura?

João pontua que, para existir um investimento em segurança na frota, o patrão precisa se interessar pelo assunto, e para se interessar, o gestor precisa apresentar dados.

Através de dados, a diretoria enxerga os impactos causados pela negligência. Entre os indicadores que o gestor pode apresentar, estão:

  • Número de acidentes em um ano;
  • Tempo do veículo parado sem produzir;
  • Indenizações a motoristas.

O segundo passo é comparar na sua região o que empresas estão fazendo, algo que chamamos de benchmarking.

“Se sua empresa é de transporte, compare com outra empresa da sua cidade deste segmento os resultados, e como eles tratam o assunto segurança.” – J. Pedro Corrêa.

Possuir dados, referências e padrões na contratação de motoristas são pilares para começar a estipular metas para diminuir sinistros na frota.

Que ações o gestor de frota pode começar amanhã na empresa?

Baseado no que você leu aqui, o gestor de frota pode listar todas as tarefas pontuadas que não são feitas, entender por que elas não são realizadas, e como implantar na rotina.

Um ponto importante para as mudanças acontecerem, é contar com o apoio de motoristas, coordenadores e outros colaboradores, pois a partir disso, começa a nascer a cultura da segurança.

E quando essa cultura chega na diretoria, o investimento vem junto, e não há nada que dê mais resultados que a capacitação de motoristas.

Se mais de 50% dos acidentes trânsito são causados por negligência, a solução é aplicar um treinamento que mudará a mentalidade dos condutores.

Felizmente, hoje em dia é muito fácil aplicar essa mudança, graças a existência de programas (como os da Volvo) e cursos onlines, que oferecem a vantagem de serem vistos em qualquer hora e lugar. O Smart Driving é um exemplo disso.

O Smart Driving é um curso online de direção segura e econômica para ser aplicado a condutores, onde em 15 aulas os motoristas da sua frota vão aprender conceitos aplicáveis na prática, como:

  • Posições para dirigir;
  • Condução econômica;
  • Segurança de manutenção;
  • Frenagem;
  • E muito mais.

Se você tem interesse em saber mais informações do curso, clique aqui para ser direcionado a sua página.

Facilite a sua gestão de veículos com Lives semanais

Se você é gestor de frotas ou simplesmente cuida dos veículos da empresa, e gostou do conteúdo deste post, gostaria de deixar um convite:

Inscreva-se nas Lives Semanais sobre Gestão de Frotas, e aprenda métodos e técnicas, gratuitamente, que vão potencializar a sua gestão de veículos e condutores, reduzindo custos e aumentando a produtividade.

Participe da Comunidade Frota Para Todos no WhatsApp

Além de poder trocar informações e experiências com gestores de frotas, você pode receber todos os conteúdos novos do blog e canal do Youtube diretamente no seu celular.

Basta clicar no botão abaixo e entrar no grupo, é totalmente grátis!

P.S.: Temos regras no grupo para manter o foco na gestão de frotas, portanto ao entrar veja a descrição e aproveite muito a nossa comunidade!

Autor

O meu nome é Julio César, CEO da Contele Rastreador e autor deste blog. Graduado em Engenharia Eletrônica e em Processamento de Dados e MBA em Gestão Empresarial pela FGV.